Notícias

Seção Especial

Novidades do Salão de Milão


Aldo Tizzani

Infomoto

10/11/2017 10h43

Ducati Panigale com motor V4 tem 214 cv

A nova Panigale V4 é a primeira superesportiva da Ducati produzida em larga escala com motor de quatro cilindros. Fruto de parceria com a Ducati Corse e com a participação de Casey Stoner, campeão mundial de MotoGP pela marca em 2007, a nova Panigale oferece 214 cv de potência máxima a 13.000 rpm. O modelo traz novas suspensões, freios e completo pacote eletrônico. O destaque fica para o controle de derrapagem (Ducati Slide Control), que trabalha em parceria com ABS, modos de pilotagem e controle de tração. Outra inovação é a adoção de novos pneus esportivos Pirelli Diablo Supercorsa SP, nas medidas 120/70 ZR 17 (Diant.) e incríveis 200 mm/60 ZR 17 (Tras.), que praticamente reproduzem o perfil liso utilizado no Campeonato Mundial de Superbike. Serão três versões da superesportiva: Panigale V4: Panigale V4S e Panigale V4 Speciale, que usam o mesmo motor V4, mas diferem pela roupagem e pacote eletrônico. Aliás, a versão Speciale, com produção limitada em 1500 unidades, está equipada com peças em titânio, rodas em magnésio e escapamento Akrapovic e pesa somente 195 kg (em ordem de marcha). Sua potência máxima é de 226 cv e o torque chega a 12,6 Kgf.m a 10.000 rpm. Os preços começam em 22.590 Euros (R$ 85.955) para a Panigale V4 standard; a V4S custará 27.890 Euros (R$ 106.120); e a Speciale 39.900 Euros (R$ 151.820).

Honda CB 1000R fica mais potente e moderna

A nova geração da Honda CB 1000R faz uma releitura das antigas cafe racer, porém com um moderno pacote eletrônico e um potente conjunto mecânico, derivado da superesportiva CBR 1000 RR. O motor de quatro cilindros em linha, de 998 cm³, atinge 145 cv de potência a 10.500rpm) e 10 kgf.m de torque (8.250rpm). Agora o acelerador eletrônico está associado a um gerenciamento de motor, que conta com quatro modos de pilotagem. O quadro também é novo e está conectado às suspensões Showa – ambas ajustáveis – e freios com dois grandes discos flutuantes de 310mm mordido por pinças de fixação radial.

Com tanque de combustível para 16,2 litros, a Honda informa que a sua Cafe Racer, ou melhor, a Neo Sports Cafe, tem consumo médio de 17 km/litro, a que dá à moto uma autonomia de pouco mais de 270 quilômetros. Pouco, mas a montadora rebate afirmando que a CB 1000R não é uma touring, mas sim uma moto para desfilar.

Yamaha aposta em triciclo com motor da MT-09

Mesmo equipada com três rodas “a Niken contorna curvas com muita facilidade, oferece boa dose de emoção e muita segurança”, afirmou Eric de Saynes, CEO da Yamaha Europa, durante a apresentação da futurista Yamaha Niken. O modelo usa o motor da MT-09, um tricilíndrico de 847 cm³, porém retrabalhado. O chassi tem dois eixos de esterço na dianteira, conjuntos duplos de suspensão invertida (upside-down) e freios à disco em ambas as rodas. Na dianteira a roda é de 15 polegadas enquanto na traseira usa medida de 17 polegadas, todas calçadas com pneus de perfil esportivo. A ciclística – que conta com suspensão traseira ajustável – está toda ancorada em um quadro fabricado em aço e alumínio.

Na parte eletrônica o modelo oferece controle de tração, três modos de pilotagem, freios ABS, piloto automático e embreagem assistida. A Yamaha Europa já começou a receber pedidos da Niken, porém o preço ainda não foi divulgado.

Kawasaki H2-SX tem 210 cv para viajar

A Ninja H2-SX é uma versão touring da superesportiva H2 da Kawasaki que fez sua estreia mundial em Milão. A sport tourer é equipada com motor alimentado por supercharger. O modelo feito para quem gosta de viajar com velocidade e conforto, pesa 256 kg e traz motor de quatro cilindros em linha de 998 cm³. A potência máxima pode chegar a 210 cavalos nos 11.000 giros. Mas o destaque fica para o torque de incríveis 14 kgf.m a 9.500 rpm. Para garantir mais conforto e praticidade nas viagens a Kawasaki Ninja H2-SX tem assento de garupa largo e maior proteção aerodinâmica. O conjunto de malas rígidas laterais garante a praticidade na hora de viajar.

BMW mostra scooter urbano

A BMW apresentou o scooter C 400 X, equipado com motor de um cilindro, 350 cc, que gera 34 cv a 7.500 rpm. O quadro é construído com estrutura tubular de aço. Na dianteira, garfo telescópico de 35 mm de diâmetro e roda de 15 polegadas. Os discos de freio têm a mesma medida: 265 mm de diâmetro. O peso em ordem de marcha é de 204 kg.

Com muita tecnologia embarcada, o C 400 X promete aliar mobilidade e conectividade. Oferece controle de tração, enquanto seu painel de instrumentos usa tela TFT de 6,5 polegadas. O sistema pode ‘parear’ informações com o smartphone como, por exemplo, selecionar músicas e até oferecer rotas alternativas.

KTM lança Duke 790 bicilíndrica

A 790 Duke é uma naked divertida, sem ser “ríspida”. O motor é um inédito bicilíndrico, que gera 105 cv de potência máxima a 9.000 e quase 9 kgf.m de torque a 8.000 giros. Com peso de 169 kg, a 790 Duke tem um chassi leve confeccionado em aço, que ancora toda a ciclística: na dianteira, garfo invertido com tubos de 43 mm e, na traseira, monoamortecedor regulável em 12 posições; ambas da WP. Seu sistema de freios ABS tem atuação otimizada em curvas. Na roda dianteira, grandes discos de 300 mm, com pinça de fixação radial. Na parte eletrônica, a 790 Duke conta com câmbio quickshift, controle de tração, além de um belo painel de instrumentos com tela colorida TFT. Leve e potente, a moto chega às concessionárias europeias em abril de 2018, com preço sugerido de 9.450 Euros, cerca de R$ 35.850, na conversão direta.

Nova Harley Sport Glide mistura estilos

A marca norte-americana mostrou a Sport Glide um modelo que mescla os estilos touring e custom e completa a família Softail 2018. A nova bagger de Milwaukee traz a carenagem frontal (batwing) e malas rígidas laterais, que podem ser retiradas facilmente. Outro destaque são as belas rodas de liga leve – 18 polegadas na dianteira e 16 polegadas na traseira. Para empurrar os 304 quilos a seco, a inédita Sport Glide está equipada com o motor Milwaukee-Eight 107, um V2 de 1.745 cm³. Na parte ciclística, suspensão dianteira com tubos de 43 mm e, na traseira, monoamortecedor com ajuste de pré-carga. A moto conta ainda com piloto automático, freios ABS e iluminação de LED.

Notícias relacionadas

Novidades do Salão prometem facilitar a vida do motociclista

Nova Yamaha Fazer 250 fica mais esportiva e moderna

Salão Duas Rodas 2017 tem lançamentos para todos os gostos

Nova BMW G 310 GS quer ser aventureira para o dia-a-dia

Nova BMW K 1600 GTL estará no Salão Duas Rodas

Yamaha faz recall do scooter Neo 125

Royal Enfield não vai trazer Himalayan para o Salão

Motorista que somar 20 pontos vai ter CNH suspensa

“Deu ruim” na estrada? Saiba o que fazer

Nova Kawasaki Z900RS é viagem aos anos 70

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados

Tempo de carregamento da página: 0.16416 segundos